O lado B do legado olímpico pelo mundo

Últimas Notícias



Categorias


Anastasios71/Shutterstock.com

O lado B do legado olímpico pelo mundo

Se os mais críticos alegam temer o que será feito com o legado da Olimpíada do Rio, o que será que pensariam ao ver como estão as antigas cidades que foram sede? Muitas antigas arenas olímpicas pelo mundo estão completamente abandonadas, outras até com as

Geral
12 de agosto de 2016 às 10:56:39 480 visualizações

O Rio de Janeiro continua lindo e está sendo palco de uma bela Olimpíada, mas muita gente acha que os altos investimentos serão pouco aproveitados depois. Infelizmente, essa é uma realidade em muitos antigos palcos de Jogos Olímpicos. 

Vide por exemplo a Grécia, sede das primeiras Olimpíadas da era moderna, em 1896, e das Olimpíadas de 2004. O país está mergulhado numa crise econômica profunda. O lendário estádio Panatenaico, construído em 566 a.C., sede dos Jogos de 1896, foi abandonado por muitos anos e completamente reformado para 2004. Apesar de hoje ser usado para eventos esporádicos - como a pira Olímpica do Rio que foi ali acesa - não é aproveitado como os gregos gostariam. Relíquia do local é um antigo pódio do século XIX deixado por ali.

Atenas

Os arcos olímpicos do parque de Helliniko, construído especialmente para os jogos de Atenas, encontram-se atualmente abandonados, pouco cuidados e com aparência enferrujada. As cadeiras do estádio palco das competições de hóquei, dentro do complexo, estão quebradas e ganharam até um “jardim particular”, com plantas crescendo em plena arquibancada. 

A grande maioria do que foi construído na Grécia está abandonada. 

A Alemanha, que não vive crise econômica nenhuma, também possui sua cota de sítios olímpicos deixados de lado. A vila olímpica dos jogos de 1936, localizada no lado oriental, é uma grande ruína atualmente - com pôsteres nazistas e soviéticos sobrepostos e rasgados na parede. 

Situação semelhante vive vários locais das Olimpíadas de Pequim, em 2008: o local das competições de beisebol está abandonado e a praia artificial construída para o vôlei de praia está às moscas. 

Pequim - travellight / Shutterstock.com

Em Sarajevo, na Bósnia, cidade que sediou os Jogos Olímpicos de Inverno de 1984, a situação é ainda mais precária. 

Bósnia - Fotokon/Shutterstock.com

Melhor fez a cidade americana de Atlanta que, palco das Olimpíadas de 1996, não viu muita utilidade para seu Fulton County Stadium. O local foi detonado com quilos de explosivo um ano depois dos jogos. Ali, hoje, funciona um estacionamento - mas a bela estrutura exterior foi mantida. 

O ideal, no entanto, seria agir como Barcelona (sede dos jogos de 1992 - foto abaixo) ou Londres (Olimpíadas de 2012), que mantiveram todas as benfeitorias após os Jogos, revitalizando importantes regiões das duas cidades. A torcida é para que o Rio siga o mesmo caminho.  

Barcelona - Regien Paassen/Shutterstock.com