PF prende dois suspeitos de ligação com o Estado Islâmico

Últimas Notícias



Categorias

Polícia Federal realiza operação contra o terrorismo nos Jogos Rio 2016
Polícia Federal realiza operação contra o terrorismo nos Jogos Rio 2016
Jose Lucena/Futura Press

PF prende dois suspeitos de ligação com o Estado Islâmico

A segurança tem sido uma das maiores preocupações das autoridades durante os Jogos Olímpicos

Polícia
12 de agosto de 2016 às 09:41:03 236 visualizações

A Polícia Federal (PF) prendeu nessa quinta-feira (11) duas pessoas por suspeita de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e por supostos planos de um ataque durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

As prisões foram efetuadas no âmbito da Operação Hashtag, iniciada em 21 de julho e que já havia resultado da detenção temporária de 12 pessoas - também suspeitas de planejarem um atentado na Rio 2016.


Além dos dois mandados de prisão temporária, foram cumpridos outros cinco de busca e apreensão, e três pessoas foram levadas a depor de forma coercitiva. Todos os envolvidos são brasileiros, e os três interrogados foram liberados mais tarde. Os locais das buscas não foram divulgados.

Após prestarem depoimento, os dois presos devem ser levados ao presídio federal de segurança máxima em Campo Grande, onde já estão os 12 detidos na primeira fase da Operação Hashtag. Estes faziam parte de um grupo virtual chamado Defensores da Sharia.

"A iniciativa do Governo Federal, por meio do trabalho integrado dos órgãos de defesa, segurança e inteligência, tem o objetivo de garantir a segurança dos Jogos Olímpicos e o bem-estar dos cidadãos", afirmou a Polícia Federal.

A segurança tem sido uma das maiores preocupações das autoridades durante os Jogos Olímpicos, não apenas por conta do terrorismo, mas também devido à elevada criminalidade no Rio de Janeiro.

O fato de não divulgar detalhes da ação dessa quinta-feira teve como objetivo evitar não apenas pânico entre os que acompanham os Jogos no Rio, mas também ruídos de comunicação como os que aconteceram em julho, segundo apurou o jornal O Estado de S.Paulo .