Servidores do Detran estão há 30 dias paralisados

Últimas Notícias



Categorias

Grevistas também se concentram em frente a unidades do Detran-RS e reforça paralisação
Grevistas também se concentram em frente a unidades do Detran-RS e reforça paralisação
MARCELO G. RIBEIRO/JC

Servidores do Detran estão há 30 dias paralisados

Servidores apresentam projetos que podem incrementar mais de R$ 555 milhões anuais a receita da autarquia, sem ônus aos cidadãos

Geral
11 de agosto de 2016 às 13:50:40 194 visualizações

A greve dos mais de 700 servidores do Detran-RS completou ontem 30 dias. A categoria busca a retomada do diálogo com o governo do Estado, a fim de estabelecer a mesa de negociação efetiva e a oportunidade de apresentar os projetos estratégicos aos gestores públicos. Com esses projetos, seria possível incrementar mais de R$ 555 milhões anualmente, nos cofres do Tesouro do Estado, sem qualquer tipo de ônus à população. Em contrapartida, os trabalhadores pedem o compromisso do Executivo quanto às pautas de investimento para a efetivação dos projetos, bem como de valorização dos servidores de carreira, cujo aporte anual seria de aproximadamente 5% deste incremento de receita.

Os servidores propõem a elaboração e o desenvolvimento dos projetos pelo corpo técnico da autarquia, em duas áreas. Os que buscam economias para o Estado envolvem a célere reciclagem de veículos em depósitos, tecnologia da informação para conectividade com credenciados e a redução do número de servidores emergenciais. Já a respeito da arrecadação, os planos referem-se à regulamentação da cobrança de taxa das instituições financeiras; a limitação de prazo para as procurações de transferência de veículos; além da cobrança da dívida ativa junto ao Detran.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindet), Maximiliam da Rocha Gomes, o desenvolvimento desses projetos é um compromisso da categoria junto a direção da autarquia, a Secretaria de Modernização Administrativa e de Recursos Humanos, mas principalmente com a população do Estado, que deverá ser beneficiada com esse aporte. Ele também explica que o órgão é uma das poucas instituições do Estado que possui uma ferramenta de gestão extremamente funcional e alinhada ao mundo corporativo, que é a Gratificação de Produtividade de Trânsito – GPT. É por meio dela que o corpo técnico do Detran estará apto a contribuir de forma efetiva para o Rio Grande do Sul. “Nossa intenção, quando nos referimos aos projetos que podem ajudar o Estado, é de que o diretor-geral da autarquia altere a Portaria vigente da GPT e inclua os projetos supramencionados para que possamos, na prática, ajudar o Governo a equilibrar suas finanças”, enfatiza.

Greve injusta

O governo do Estado se manifestou por comunicado por meio do site no qual considera a greve injusta e inoportuna, pois além de prejudicar a população, desconsidera a situação financeira do Estado e o quadro de recessão e desemprego do país. Além disso, enfatiza que o Dentran é a autarquia com a maior média salarial do Estado, sendo que a prioridade deve estar voltada aos servidores que ganham menos. Conforme o comunicado, diversos itens da pauta da categoria foram recebidos. Porém, a análise dos projetos só ocorrerá com a retomada do quadro de normalidade. O governo afirma ainda que se manteve aberto ao diálogo e às sugestões da categoria, mas sempre foi claro sobre a impossibilidade de conceder qualquer reajuste salarial aos servidores - posição que reafirma no comunicado.