Mortes em acidentes nas estradas caem 9,6% no Rio Grande do Sul

Últimas Notícias



Categorias


Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Mortes em acidentes nas estradas caem 9,6% no Rio Grande do Sul

De janeiro a julho deste ano, 979 pessoas perderam a vida, menor número desde 2007

Trânsito
25 de agosto de 2016 às 08:08:19 386 visualizações

O número de mortes no trânsito gaúcho vem caindo ao longo dos últimos meses, e 2016 pode ser o ano com menor quantidade de vítimas fatais ao longo da década. No acumulado de janeiro a julho, 979 pessoas perderam a vida nas estradas do Rio Grande do Sul, recuo de 9,6% em relação ao mesmo período de 2015. É o menor valor desde 2007, início da série histórica.

Esse não é o único recorde observado nas estatísticas divulgadas mensalmente pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS). 

A quantidade de multas também vem avançando de maneira expressiva. Nos sete primeiros meses do ano, foram notificadas 1,9 milhão de infrações. Registrado de janeiro a julho, o número é maior do que o visto ao longo de todo o ano de 2010.

Mantida a média mensal, 2016 será o ano com maior quantidade de multas emitidas no Estado, com alta de 0,2% em relação a 2015. A principal causa de penalidade segue sendo trânsito em velocidade superior à máxima permitida para a via. 

Também houve recuo na emissão de carteiras

 Na avaliação do especialista em educação para o trânsito Paulo Cezar Marques, professor da Universidade de Brasília (UnB), o maior rigor na fiscalização e o aumento nas penalizações são ¿um mal necessário.¿– Os motoristas não respeitam só a sinalização por placas. Há muitos trechos urbanos, com travessias de pessoas, escolas e sem as passarelas. Faz parte de um processo de amadurecimento da população, não só no Rio Grande do Sul, mas em todo o país – disse. 

 Os sete primeiros meses de 2016 também registraram um forte recuo na emissão de carteiras de motoristas. Em julho, foram emitidas 9.054 novas licenças, queda de 34,9% em relação ao mesmo período de 2015. Foi o mês de julho com menor entrada de novos motoristas desde 1997, início da série histórica do Detran.

Apesar da frota de veículos no Estado continuar crescendo, o ritmo de avanço também diminuiu e já é o mais baixo em 10 anos. Em 2016, o número de veículos nas estradas gaúchas chegou a 6,33 milhões, 1,5% a mais do que no ano anterior. Ao longo da última década, o patamar vinha crescendo a um ritmo médio de 6,1% ao ano.